Dois homens ficam feridos após pedaços de uma marquise cair em Guarapuava

USB 4.0 é revelado com recursos baseados em Thunderbolt 3
7 de março de 2019
Agora você pode fazer streaming de games do PS4 em aparelhos com iOS
7 de março de 2019

Dois homens ficam feridos após pedaços de uma marquise cair em Guarapuava


Pai e filho passavam em frente a um prédio no centro da cidade quando parte do revestimento de uma marquise caiu. Bombeiros atenderam as vítimas no centro de Guarapuava Willian Batista/RPC Dois homens ficaram feridos após parte de uma marquise cair na noite desta quarta-feira (6) em Guarapuava, na região central do Paraná. As vítimas, um homem de 39 anos e um idoso de 69 anos, passavam em frente a um prédio no Centro de Guarapuava quando parte do revestimento da marquise se desprendeu e caiu. As vítimas são pai e filho. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o idoso teve uma contusão na cabeça. A outra vítima sofreu escoriações em um dos braços e no peito. Os dois foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Batel e receberam alta ainda na noite de quarta. Fábio Martins Padão, a vítima de 39 anos, disse que estava com o irmão e o pai assistindo a um jogo de futebol próximo do local. O acidente aconteceu quando os três voltavam para casa. O irmão não se feriu. "Eu achei que fosse uma paulada. Já meu pai achou que fosse um tiro. Ele chegou a cair no asfalto quando tudo aconteceu. Pensei que tivesse cortado a cabeça dele, mas foi só um susto", disse. O idoso mora no Rio Grande do Sul e estava visitando os filhos em Guarapuava. Eles irão registrar um Boletim de Ocorrências na Delegacia de Polícia Civil de Guarapuava. Um fiscal do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) esteve no prédio e verificou que houve um descolamento de pastilhas da marquise, que é o acabamento dessa estrutura. Segundo o Crea-PR, a marquise não desabou. Um relatório técnico irá apurar se houve responsabilidade por parte dos profissionais de engenharia que acompanharam a tanto a construção quanto uma reforma que houve no prédio. O Crea-PR informou também que o imóvel passou por uma reforma em 2016, mas não soube dizer se houve outro reparo após esse ano. O prédio está desocupado. O G1 tenta localizar o proprietário do imóvel. Pedaços do revestimento da marquise que caíram na calçada Willian Batista/RPC Veja mais notícias da região no G1 Campos Gerais e Sul.Fonte

Os comentários estão encerrados.